I.A 299 PREVENCAO E CORRECAO DE DEFEITOS NA PRODUCAO DE LEITE E DERIVADOS

Mais Imagens

I.A 299 PREVENCAO E CORRECAO DE DEFEITOS NA PRODUCAO DE LEITE E DERIVADOS
R$12,00

Disponível: Disponível

Informe Agropecuário 299 - v. 38, 2017.
Páginas: 100
ISSN: 0100-3364
EPAMIG
Descrição

Detalhes

O Brasil destaca-se como grande produtor de leite, com um total de 33,62 bilhões de litros produzidos no ano de 2016, ocupando o 4o lugar no ranking mundial. O leite possui alto valor nutricional e deve ser produzido com qualidade físico-química e microbiológica para impactar em produtos também de qualidade. Para isso, a indústria de laticínios utiliza-se de sistemas de gestão da qualidade, os quais monitoram desde a obtenção do leite até a expedição do produto final, bem como sua comercialização, para garantir a segurança do consumidor. Atender às exigências dos órgãos de fiscalização e dos consumidores é primordial, para a sobrevivência da empresa no mercado competitivo. Nos últimos anos, a indústria brasileira de lácteos encontra-se em fase de crescente faturamento. Nesse mercado em expansão é fundamental a atenção para as falhas que podem ocorrer nos produtos lácteos. Os defeitos durante a produção do leite e na fabricação dos seus derivados, muitas vezes, não podem ser sanados e devem ser prevenidos para evitar prejuízos posteriores. Mas, além da produção, a indústria deve conscientizar-se do seu papel com o meio ambiente e tratar adequadamente todo o resíduo líquido e sólido gerado. Diante desse contexto, este Informe Agropecuário tem como objetivo apresentar informações relevantes da cadeia produtiva do leite e derivados sobre os principais defeitos que possam ocorrer e suas prevenções e correções, bem como o tratamento de resíduos gerados, para aprimorar a competitividade dessa cadeia e o seu crescimento.
Comentários